Publicado em: 17 de maio de 2022

139 cédulas falsificadas foram apreendidas no Maranhão

Levantamento do Banco Central do Brasil (BCB) com dados sobre falsificação de dinheiro no país aponta que no Maranhão foram apreendidas 139 cédulas de Real não autênticas entre janeiro e abril deste ano. De acordo com o relatório, publicado no site da autarquia federal, as notas de R$ 100,00 e R$ 200,00 da segunda família do Real são as preferidas pelos falsários e pelos indivíduos que as adquirem para aplicar golpes.

As estatísticas do BCB indicam que o Maranhão é a 17ª unidade da federação em número de cédulas de dinheiro nacional retidas pelas autoridades em 2022. Em relação à região Nordeste, é o 6º estado em número de ocorrências dessa natureza, atrás de Pernambuco, Ceará, Piauí, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Quanto aos valores das cédulas falsificadas retidas no Maranhão, em primeiro lugar vem a R$ 100,00 da segunda família do Real, com 38 notas não autênticas apreendidas. A segunda nota falsa mais flagrada em circulação no Maranhão é a de R$ 200, também da segunda família do Real, com 36 retenções efetuadas pelas autoridades, principalmente a Polícia Federal. Lançada em setembro de 2020, é a cédula de maior valor impressa pela Casa da Moeda, por isso, tem sido falsificada em larga escala, afirmam as autoridades.

Quantia de R$ 8 mil em cédulas de R$ 50,00, da segunda família do Real, encomendadas por uma mulher e que foram interceptadas em uma agência dos Correios de São Luís

Desde janeiro, também já foram apreendidas em território maranhense 12 cédulas de R$ 50,00 da primeira família do Real, uma nota de R$ 100,00 da primeira família do Real, quatro notas de R$ 5,00 da segunda família do Real, três notas de R$ 10,00 da segunda família do Real, 31 cédulas de R$ 20,00 da segunda família e 14 notas de R$ 50 da segunda família.

Casos mais recentes

De todas as apreensões de dinheiro falsificado registradas no Maranhão este ano, pelo três foram divulgadas em detalhes. O caso mais recente informado pela PF aconteceu em 7 de abril, no município de Parnarama, onde foram interceptadas 10 notas de R$ 100,00 da segunda família do Real que haviam sido encomendadas por um golpista. Em 8 de fevereiro, a PF apreendeu, no município de Morros, R$ 2 mil em notas de Real falsas em poder de um ex-candidato a cargo eletivo derrotado nas urnas no município, que foi preso em flagrante. A primeira ocorrência divulgada no ano envolveu uma mulher, presa pela PF ao tentar receber R$ 8 mil em cédulas de R$ 50,00 da segunda família do Real falsificadas em uma agência dos Correios em São Luís. O fato aconteceu em 14 de janeiro.

JuNota de R$ 200,00, a mais recente lançada pelo Banco Central do Brasil, é uma das preferidas pelos falsificadores também no Maranhão

Fiscalização permanente

Todas as ações fizeram parte da fiscalização permanente que a PF realiza em todos os estados do Brasil. Trabalhos dessa natureza são de extrema relevância, pois evitam a circulação de cédulas falsas, o que gera inflação e desvalorização da moeda, além de prejuízos a todos os setores da economia.

Nos últimos dois anos, a PF apreendeu, no país, mais de 20 milhões de reais em cédulas falsas. A pena para o crime de falsificação de moeda é de até 12 anos de reclusão.

Abaixo, os números:

Daniel Matos/O Estado

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.