Publicado em: 28 de junho de 2021

Teresinenses recorrem a cidades maranhenses para serem vacinados contra a covid-19

Os teresinenses buscam outras cidades – a principal Timon, no Maranhão – para serem vacinados contra a Covid-19. Um levantamento realizado Fiocruz revela que 9.592  doses foram aplicadas em teresinenses na cidade de Timon. Com esse dado, Teresina é a 4ª cidade do País com maior número de “fuga” de pessoas que se vacinaram fora de seu domicílio.

Veja o ranking

Teresina é a 4ª cidade com maior número de “fuga” de pessoas que se vacinaram fora de seu domicílio (Icict/Fiocruz))

O levantamento é do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde da Fiocruz (Icict/Fiocruz). A pesquisa aponta que uma em cada seis doses das vacinas contra a Covid-19 aplicadas no país foi feita em um município diferente daquele de residência do vacinado.

Os dados da nota técnica foram extraídos do painel Open Data Sus, do Ministério da Saúde, que inclui as informações do Plano Nacional de Imunizações. O estudo considerou a aplicação da primeira e da segunda doses da vacina desde o início da campanha, no dia 17 de janeiro, até o dia 16 de junho, contabilizando um total 73.828.821 registros.

Maranhão na frente

Enquanto em Teresina, no Piauí, o público-alvo ainda está na casa dos 48 anos de idade, em cidades maranhenses como a capital São Luís, pessoas com 18 anos já estão sendo imunizadas. São Luís foi a primeira capital brasileira a conseguir imunizar a população geral a partir dos 18 anos.

Porém, o primeiro exemplo de sucesso de vacinação no Maranhão foi a ilha de Alcântara, que imunizou 100% da sua população adulta. Outro exemplo positivo é Caxias que (até a publicação desta reportagem) vacina pessoas com 29 anos de idade. Em Santa Inês, na região central do estado, jovens de 26 anos também já podem ser imunizados.

Apesar da “fuga” teresinense acontecer, segundo os dados da FioCruz, para Timon, a cidade maranhense ainda está vacinando adultos na faixa etária de 40 anos.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *