Publicado em: 31 de março de 2021

Comitê de Enfrentamento à covid-19 propõe medidas mais rígidas no combate ao coronavírus em Caxias

O aumento exponencial dos casos de Covid-19 acendeu o sinal de alerta para a necessidade de adoção de medidas mais rígidas no enfrentamento ao vírus. Uma das preocupações é evitar o colapso na saúde do município, como uma possível falta de oxigênio.

O Comitê de Enfrentamento à Covid-19, da Secretaria de Saúde de Caxias, em reunião, nessa terça-feira (30), com o vice-prefeito Paulo Marinho Jr, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, representantes de comerciantes e lojistas, vigilância sanitária, Procuradoria Municipal, Comissão de Saúde e Educação da Câmara de Vereadores e outros órgãos, sugeriu uma paralisação das atividades comerciais por 15  dias.

Outra proposta a ser aplicada é cobrar das agências bancárias e casas lotéricas um controle mais eficiente do acesso e permanência de clientes nesses estabelecimentos.

Sem leitos
Em Caxias a ocupação dos leitos de UTI, reservados a pacientes com covid-19 em quadro clínico grave, já atingiu 100%. De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde, os 32 leitos de UTI’s habilitados em Caxias (10 no Complexo Hospitalar Gentil Filho e 22 no Hospital Macrorregional) atingiram as seguintes taxas de ocupação: 91% no dia 27 de março, 96% no dia 28 de março e 100% no dia 29 de março. Se contar apenas os leitos de UTI covid no Complexo Hospitalar Gentil Filho, a taxa de ocupação foi de 100% em todos esses dias.

Disparada de óbitos
A taxa de mortalidade por covid-19 também aumentou significativamente. Até 19 de março, 163 pessoas haviam morrido em decorrência da doença. Nesta quarta-feira (31), o boletim (atualizado no dia 30) aponta que 207 pessoas morreram vítimas da covid-19 em Caxias. Um aumento de 26%. São 44 mortes em apenas 11 dias.

Aumento de positivados
A disparada de diagnósticos positivos segue sendo uma enorme preocupação das autoridades municipais de saúde que, apesar das campanhas de prevenção, das informações divulgadas, têm visto os casos de pessoas infectadas dispararem em Caxias. Em janeiro deste ano, segundo a Secretaria de Saúde, foram anotados 376 diagnósticos positivos; em fevereiro, pulou para 599 diagnósticos positivos; E somente no mês de março foram 1.116 pessoas diagnosticadas com covid-19. Ou seja, em 60 dias, os casos registrados de infecção cresceram 196%.

Por Hudson Braz /Portal Guanaré

Comentários

4 comentários em “Comitê de Enfrentamento à covid-19 propõe medidas mais rígidas no combate ao coronavírus em Caxias

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *