Publicado em: 16 de fevereiro de 2021

Saiba como evitar doenças diarreicas

O período chuvoso só está no início, mas a ida das famílias com crianças ao hospital infantil reclamando de doenças diarreicas agudas tem aumentado nos últimos dias em Caxias. As demandas chegam principalmente no Hospital Infantil, e com menor incidência nas Unidades Básicas de Saúde.

A médica, Anívia Carvalho, que atende na UBS da Trizidela, e que também faz plantão no Hospital Infantil Dr. João Viana, afirma que nos últimos dias a demanda de crianças reclamando de diarreia tem aumento. “Anteriormente a gente acabava vendo um aumento na incidência de doenças respiratórias, mas não é o caso agora. E que também, isto esteja sendo influenciado pelo uso da máscara, o que fez com que as doenças respiratórias diminuíssem. O que estamos vendo agora é uma incidência de casos de doenças diarreicas aguda”, explica Anívia Carvalho, médica.

Também conhecida como virose da mosca, a contaminação chega a acontecer ainda pela manipulação dos alimentos de forma não adequada. “A gente acredita que neste período por haver uma proliferação de moscas, acaba acontecendo com isso a contaminação dos alimentos. E, talvez na manipulação dos alimentos com as mãos não devidamente higienizadas. Então, isso tem feito com que haja um aumento de doenças diarreicas agudas”, frisa a médica.

Os pais e mães devem ter bastante cuidado a ingestão de alimentos pelas crianças, pois, em alguns casos, as complicações estão levando até mesmo à internação. “Em alguns casos chega a levar à internação, pois os sintomas são vômitos, diarreias, cólicas abdominais, febre, e nos casos mais graves há a desidratação, em alguns casos é necessário a internação para melhorar o quadro dessa criança”, lembra Anívia Carvalho, médica.

A prevenção é simples e todos podem fazer, explica a profissional de saúde. “A prevenção é a higienização regular das mãos; a manipulação correta dos itens; é importante a coleta regular de lixo, além de armazenar corretamente o lixo para evitar a proliferação de moscas”, destaca.

 

 

Fonte: ASCOM/Prefeitura Municipal de Caxias

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *