Publicado em: 22 de novembro de 2020

Postura de Diego Alves é elogiada por Rogério Ceni

Na noite do último sábado (21), Flamengo e Coritiba se enfrentaram no Maracanã, em jogo válido pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Bruno Henrique, Arrascaeta e Renê marcaram os gols rubro-negros da partida. Com o resultado, o Mais Querido dorme na liderança provisória do torneio, com 39 pontos. Agora, Ceni terá que “secar” o Atlético, que entra em campo neste domingo (22) em busca da retomada na ponta da tabela.

Durante a partida, um lance em especial acabou chamando a atenção dos torcedores. Léo Pereira recuou até Diego Alves, que ficou na bronca e soltou o verbo para cima do zagueiro. Os atacantes do Coritiba estavam cercando a saída de bola e obrigaram o goleiro a rifar a bola. “Put* que pariu Léo, vai tomar no seu c*, caralh*. Chuta essa porr* pra frente. Já falamos!”. Ceni elogiou a postura do camisa 1 e revelou que ele ajuda bastante a organizar a defesa.

“Já tive a idade dele (Diego Alves), joguei na mesma posição, e a experiência acaba ajudando. É maduro e com alguns anos pra se jogar em alto nível. A voz é muito importante dentro do jogo, principalmente com o estádio vazio. Facilita a comunicação. É de vital importância. Trabalhamos muito essa linha de quatro nos últimos dois dias e ele ajuda a organizar o setor defensivo. Gostaríamos de ter zerado o jogo, mas houve evolução e isso foi legal”.

A comissão técnica do Rubro-Negro embarca neste domingo (22) para a Argentina, onde enfrentará o Racing Club na próxima terça-feira (24), às 21h30, no estádio El Cilindro, em Buenos Aires. O confronto é valido pela partida de ida das oitavas de final da Libertadores. Rogério também deixou um alerta aos jogadores: “O treinador não comemora mais do que dez minutos. Eu já vinha estudando o Racing, que tem um treinador que já enfrentei”.

“Eu os motivo todos os dias. Vejo no rosto deles o prazer de vestir a camisa do Flamengo. Para mim, está sendo um prazer muito grande. Estamos fazendo trabalhos cada vez mais intensos para condicionar o grupo, que é centrado, concentrado e com o psicológico forte. Quando sofre o gol, demora um pouco para reagir. Mas a vitória dá confiança e esses caras vão conseguir levar o Flamengo longe. É um sistema simples, que eu trabalho e gosto”.

 

 

Fonte: Bola Vip

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *