Publicado em: 8 de novembro de 2019

Estudantes da escola Paulo Freire aprendem sobre educação ambiental em aula de campo

Alunos da U.I.M. Paulo Freire visitaram a casa do professor Eduardo de Almeida para vivenciarem uma aula ao ar livre. Os alunos foram acompanhados dos professores e do coordenador pedagógico para apreciarem uma aula envolvente e com diversas abordagens.

O professor Eduardo, que ministra aulas de geografia, criou em seu quintal um espaço dedicado a exemplificações e explicações referentes à flora e fauna da Região dos Cocais, que, segundo o Ministério do Meio Ambiente, é uma das mais ricas em espécie animal e vegetal.

O aluno Cássio de Sousa, de 14 anos, aproveitou e disse que conheceu um pouco mais da nossa região.

“Acho muito bom, porque aulas desse tipo nos ensinam como vivem as plantas e os animais e aprendemos através de exemplos”, disse.

Já a aluna Cleiciane Lima, de 12 anos, que estuda o 6º ano, abordou o aprendizado referente à diversidade de plantas e animais da nossa fauna e flora.

“Hoje podemos observar como é rica nossa fauna e flora, com muitas plantas e animais, e que temos que preservar nossos rios e lagos para podermos sobreviver”, destacou a aluna.

Para o professor de geografia Driedison Silva, projetos relacionados à COMVIDA fazem com que os alunos possam vivenciar a importância do meio ambiente.

“Nós notamos que após essas aulas os alunos vêm com um novo pensamento, eles passam a vivenciar isso, pois muito deles têm pequenas plantações em casa e, com isso, passam a dar mais valor. Já no tocante à ideia de estarmos aqui, é que o tema da COM VIDA é levar esse projeto de vida à casa do aluno, por isso essa aula é muito validade”, explica o professor.

O coordenador pedagógico Emílio Rodrigues dos Santos, da U.I.M. Paulo Freire, falou sobre a diversidade de atividades na escola para conseguir um melhor desenvolvimento no aprendizado.

“É muito pertinente essa visita ao Quintal Pedagógico do professor Eduardo, porque ensina na prática sobre o que uma possível destruição da flora pode causar, como diversos danos ambientais, e como pode afetar diretamente a fauna da região, desencadeando desequilíbrios ecológicos. Essa aula é mais uma etapa do nosso cronograma do projeto COMVIDA nas escolas”, disse.

Segundo o professor Eduardo de Almeida Cunha, esse é um projeto denominado Berço da Pedagogia de Quintais. A aula atrai pelo falo de demonstrar em um curto espaço de tempo como preservar a nossa flora e fauna.

“Essa aula foi relacionada à sustentabilidade e à COMVIDA, aqui na minha residência, que é denominada Berço da Pedagogia de Quintais, onde eu, nas horas vagas, abro minha casa para receber algumas turmas de diversas escolas para  ministrar aulas, onde debatemos o contexto da sustentabilidade, onde nós direcionamos a compostagem viva, a compostagem tridimensional, as plantas ornamentais, assim como as plantas medicinais, hortaliças e plantas frutíferas e, principalmente, esse diálogo com os alunos para que possam defender nosso bem maior, que é nossa ‘mãe terra’”, frisou o professor.

Fonte: ASCOM/Prefeitura de Caxias

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *